CORPO DOS ARACNÍDEOS



Os aracnídeos são animais pertencentes ao subfilo Chelicerata. Compreendem as aranhas, escorpiões, ácaros e carrapatos. O corpo é dividido em cefalotórax e abdôme. O 1º par de apêndices são chamados de quelíceras (por isso subfilo Chelicerata) e é utilizado como estrutura para alimentação. O 2o par de apêndices é chamado de pedipalpos e desempenha várias funções. A classe Arachnida compreende a mais importante dos quelicerados. Estão descritas cerca de 65.000 espécies, organizadas em onze ordens, tais como: Scorpiones (escorpiões), Opiliones (opiliões), Araneae (aranhas), Acari (ácaros e carraças) e Pseudoscorpiones (pseudoescorpiões).

Digestão

São animais carnívoros e a digestão é parcialmente extracelular. Utilizando as quelíceras e os pedipalpos, eles matam e prendem as presas, geralmente pequenos artrópodes. O intestino médio então secreta enzimas que saem pela boca e digerem a presa dilacerada até formar um líquido. O animal ingere esse líquido, que passa pela boca, faringe, intestino anterior, esôfago, intestino médio e intestino posterior. A presa é digerida e absorvida no intestino médio e armazenada nas células intersticiais.

Excreção

Os órgãos excretores dos aracnídeos são os túbulos me Malpighi e as glândulas coxais. A principal excreta nitrogenada é a guanina. As gândulas coxais são sacos esféricos de paredes delgadas, situadas ao longo dos lados do prossomo, que coletam detritos do sangue circundante. Os detritos são transportados ao exterior através de um longo ducto espiralado que se abre nas coxas dos apêndices. Os túbulos de Malpighi são um ou dois pares de tubos que se originam na parte próxima ao intestino e se ramificam (Barnes, 1990). Os detritos passam do sangue pelas paredes dos túbulos para o lúmen e para o intestino.

Sistema Nervoso

O cérebro é uma massa ganglionar anterior situada acima do esôfago (BARNES, 1990). O sistema nervoso dos aracnídeos é como um anel em volta do esôfago. Dele saem nervos e um feixe nervoso. Apresentam órgão sensoriais como olhos e pêlos.

Respiração

A respiração dos aracnídeos é feita por filotraquéias ou pulmões foliáceos. Os pulmões foliáceos ocorrem aos pares e ocupam posição ventral no abdome. As filotraquéias estão em contato com o ambiente por uma abertura na região abdominal. Possuem várias lâminas que estão superpostas e bastante vascularizadas. O ar entra pela abertura e passa pelas lâminas onde ocorrem as trocas gasosas.
O sistema traqueal é parecido com o dos insetos, porém parece ser mais evoluído nos aracnídeos.

Circulação

A circulação é aberta. O coração está localizado na parte anterior do abdome, é segmentado, com um par de óstios para cada segmento. Em alguns ácaros, por não possuirem segmentação, o coração é ausente.

Reprodução

A transmissão indireta de espermatozóides por meio de um espermatóforo é característico de muitos aracnídeos (Weygoldt, 1974). Existe um padrão de comportamento e atração para o acasalamento. A fecundação é interna e o desenvolvimento é direto. Os ovos são ricos em vitelo.

posted under |

2 comentários:

Erika disse...

VCs são demais !!! Continue assim....
Prof. Erika

Crustáceo disse...

ta interessante e muito bem feito
Parabens

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Translate

"Viage nessa classe do filo Artrópode, onde as espécies mais conhecidas são: aranhas, carrapatos, escorpiões, (...)"
Loading...

Liga das Florestas

    Quem sou eu?

    Tamyris Mello

    Minha lista de blogs

    Seguidores


Recent Comments